Araruna e região se liga aqui! - www.ivanfilmagempb.com
Publicado em:

Para Dilma, operação Lava Jato "pode mudar o País para sempre"

A presidente Dilma Rousseff falou pela primeira vez sobre a nova fase da operação Lava Jato, que investiga suposto esquema de corrupção envolvendo a Petrobras. Neste domingo (16), Dilma, que está na Austrália para o encontro do G20, destacou a importância da investigação que está sendo feita.
Acredito que é uma questão simbólica para o Brasil. Acho que é a primeira investigação efetiva sobre corrupção no Brasil que envolve segmentos privados e públicos.

Dilma falou sobre o tema em entrevista antes de deixar a reunião de cúpula. Para a presidente, a investigação pode mudar o Brasil "para sempre".

Eu acho que isso pode, de fato, mudar o País para sempre.

Segundo ela, o escândalo na maior empresa brasileira mostra que não existe impunidade e há condenação entre os corruptos e também entre corruptores.

Pode mudar o País no sentido de que vai se acabar com a impunidade. Essa é, para mim, a característica principal dessa investigação. É mostrar que ela não é algo 'engavetável'.

A presidente repetiu diversas vezes que o escândalo que culminou na nova rodada de prisões pela Polícia Federal na operação Lava Jato é "diferente" de casos anteriores.

Eu acredito que a grande diferença dessa questão é o fato de ela estar sendo colocada à luz do sol. Por quê? Porque esse não é, eu tenho certeza disso, o primeiro escândalo. Agora, ele é o primeiro escândalo investigado. O que é diferente.

A presidente declarou também que não se deve "demonizar" as empresas.

Não se pode pegar a Petrobras e condenar a empresa. Nós temos que condenar são pessoas (...). Nem toda a Petrobras, nem todas as empreiteras. Também não acho que dá para demonizar as empreiteiras desse País. São grandes empresas e se A, B, C ou D praticaram malfeitos, atos de corrupção, acho que pagarão por isso.

Entenda a operação Lava Jato

Dilma disse ainda que a estatal "não tem o monopólio da corrupção" e lembrou especificamente de um dos maiores casos de corrupção da história corporativa mundial: o da norte-americana Enron — empresa que apresentou receitas infladas no balanço e que chegou a ser a sétima maior companhia dos Estados Unidos.

Neste sábado (15), a Polícia Federal começou a ouvir os detidos da sétima fase da operação. O grupo foi transferido para Curitiba.

Com: R7

Por: Ivan Filmagem
how to make gifs
Share to Facebook Share to Twitter Share to LinkedinStumble It Share to Google Buzz Mais...

veja também

Publicidades:
Publicidade Publicidade

Últimas Notícias

Comentário

wwww.ivanfilmagempb.com - Todos os direitos reservados.