Araruna e região se liga aqui! - www.ivanfilmagempb.com
Publicado em:

Bancário recebe tecido sintetizado de porco e reconstrói parte do joelho

Lesões nas cartilagens causam dores intensas e são de difícil tratamento. A ciência busca a cada dia descobrir novos métodos para recuperar pacientes. Uma das técnicas mais recentes utiliza membrana elaborada a partir do colágeno sintetizado do porco (leia Para saber mais). O bancário Marcelo Labuto, 44 anos, é o primeiro brasiliense a ser submetido ao modelo de reconstrução do tecido. O morador do Sudoeste se recupera do procedimento realizado na quarta-feira. No Brasil, o padrão cirúrgico chegou há três meses.

O joelho direito de Marcelo trazia marcas indeléveis desde a adolescência, época em que praticava capoeira. Contudo, o trauma mais recente, durante uma partida de futebol com os filhos, obrigou-o a ser submetido ao tratamento. “Numa brincadeira de fim de semana, rompi o ligamento e machuquei outras duas partes. Estava correndo quando me virei e senti o estalo. Saí do campo de futebol direto para o hospital”, conta. A cirurgia durou cerca de sete horas, uma vez que a equipe médica realizou outros procedimentos no joelho de Marcelo.

O ortopedista Marcus Montenegro, especialista em traumatologia esportiva e integrante da Internacional Cartilage Repair Society (ICRS), foi o primeiro médico a realizar o procedimento na capital federal. A técnica é menos invasiva e de etapa única, ou seja, o paciente vai ao centro cirúrgico apenas uma vez. Resultado rápido e eficaz. “Antes, não havia opções de tratamento e se fazia uma cirurgia em que o resultado não era muito bom, porque não conseguíamos recuperar a cartilagem. Agora, com a membrana, os ortopedistas conseguirão regenerar a cartilagem”, explica Montenegro.

Recuperação
Seis medicamentos fazem parte da rotina de Marcelo. São anti-inflamatórios e drogas para controlar a dor. Ontem, ele ainda usava um imobilizador e caminhava com a ajuda de muletas pelo apartamento na Quadra 302 do Sudoeste. Nos 10 primeiros dias, o pé direito não pôde ser colocado no chão. Recuperação total, só daqui a seis meses. “Mesmo assim, o processo é mais rápido que o dos procedimentos mais antigos. Eu espero me recuperar logo para voltar às minhas atividades. Vou passar por algumas sessões de fisioterapia”, ressalta.

A literatura médica recomenda que o precedimento seja realizado em pessoas de até 50 anos. Segundo o especialista, a cirurgia repara até mesmo as lesões mais graves, como a condropatia. “Com a nova técnica, é possível regenerar a cartilagem articular. Antes, tampávamos os buracos da cartilagem com tecido fibrótico. A médio prazo, o paciente sentia dores novamente. A previsão agora é que as pessoas não voltem a sentir os desconfortos”, completa.

correiobraziliense

Por: Ivan Filmagem
how to make gifs
Share to Facebook Share to Twitter Share to LinkedinStumble It Share to Google Buzz Mais...

veja também

0 comentários em: "Bancário recebe tecido sintetizado de porco e reconstrói parte do joelho"

Deixe um comentário!

Publicidades:
Publicidade Publicidade

Últimas Notícias

Comentário

wwww.ivanfilmagempb.com - Todos os direitos reservados.