Araruna e região se liga aqui! - www.ivanfilmagempb.com
Publicado em:

Foliona é agredida com copo após ‘dar fora’ em homem no carnaval

Uma nutricionista de 27 anos foi agredida com um copo durante o carnaval de Salvador após ‘dar um fora’ em um folião. O caso ocorreu no circuito Dodô (Barra-Ondina), por onde passam as principais atrações da folia. Ludmylla de Souza Valverde disse ao G1, neste domingo (7), que prestou queixa na 14ª Delegacia Territorial, mas a Polícia Civil ainda não tem informações sobre o autor da agressão.

A nutricionista, que é natural da cidade baiana de Irará, curtia a passagem dos trios com a irmã, Thaianna de Souza Valverde, na pipoca, onde ficam os foliões sem abadás, na noite de sexta-feira (7). Dois homens que estavam no bloco “Eu Vou”, comandado pela banda Aviões do Forró, se aproximaram e um deles teria assediado as mulheres.

“Nos estávamos na pipoca de Daniela mas, como estava muito cheio, decidimos parar e esperar o trio de Luiz Caldas, que estava mais vazio. Só que antes de passar o trio de Luiz veio o trio do Aviões. Então, dois homens que estavam no bloco passaram por baixo da corda e vieram em nossa direção. A minha irmã estava passando batom e um deles tomou o batom dela e depois passou a mão na cintura dela e na boca”, destacou.

Após ver a irmã sendo assediada, Ludmylla afirma que pediu para que os foliões se afastassem, mas foi empurrada por um deles. “Eu pedi para ele sair, mas ele se irritou. Disse que eu era ignorante, que não sabia brincar, e me empurrou no meio do povo. Em seguida, eu revidei e empurrei ele também. Depois o colega dele atirou o copo de acrílico e pegou no meu rosto”, destacou.

A moça afirma que teve um corte da testa e chegou a desmaiar após ser atingida pelo copo. “Desmaiei porque perdi muito sangue. Por causa do corte, acima da sobrancelha, levei oito pontos e meus dois olhos ficaram bastante roxos. Acho que o copo estava cheio de bebida, porque foi muito forte. Foi tudo muito rápido. Fui socorrida e atendida no posto médico montado no circuito. Prestei queixa no mesmo dia e fiz exame de corpo de delito no sábado”, afirmou. A irmã de Ludmylla não ficou ferida.

“No carnaval, existe uma exposição maior, mas esse problema nao é específico do carnaval. É um problema que muitos homens têm diante de uma negativa. Muitos deles não sabem receber um não. Eu não sou obrigada a abraçar e nem beijar quem eu nao quero. É preciso que entendam isso. Mas esse problema nos assola diariamente”, comentou Ludmylla.

A delegada Carmen Dolores Bittencourt, titular da 14ª DT (Barra), que investiga o caso, disseao G1 que a polícia vai analisar as imagens de câmeras instaladas no circuito para tentar indentificar os envolvidos no caso.

“Vamos solicitar as imagens para ajudar na identificação. Caso sejam identificados, os envolvidos poderão responder por assédio e lesão corporal. Nesse caso, não é uma simples lesão, porque vem acompanhada de um machismo. Muitos homens acham que a mulher, por estar no meio de uma festa, tem que estar disponível. Há portanto uma postura machista embutida nessa ação. Portanto, vamos indiciar os envolvidos por esses dois crimes [assédio e lesão corporal]”, destacou.

Ocorrências

As principais causas de atendimentos médicos durante o carnaval de Salvador, de quarta-feira (3) até o sábado (6), foram agressões físicas, segundo informações divulgadas pela prefeitura da cidade. O circuito Barra/Ondina registrou 62,9% das ocorrências, seguido do circuito Osmar (Campo Grande), com 36,7%.

Na manhã deste domingo, um homem foi encontrado morto com sinais de espancamento no bairro da Barra. O corpo foi localizado, por volta das 5h, no morro do Cristo, que fica localizado no circuito Dodô (Barra-Ondina), por onde passam os principais artistas da folia na capital. A polícia ainda não sabe a hora exata em que ocorreu o crime. De acordo com o DHPP, ainda não há informações sobre a identidade da vítima, que teria sido morta a pauladas. A autoria e motivação do homcidío é investigada pela Polícia Civil.

Na sexta-feira, um jovem de 23 anos foi baleado e outro de 18 anos esfaqueado durante o carnaval, segundo informações divulgadas pela prefeitura. Os crimes ocorreram nos circuitos Dodô (Barra-Ondina) e Osmar (Campo Grande), por onde passam os principais artistas.

G1

Por: Ivan Filmagem
how to make gifs
Share to Facebook Share to Twitter Share to LinkedinStumble It Share to Google Buzz Mais...

veja também

0 comentários em: "Foliona é agredida com copo após ‘dar fora’ em homem no carnaval"

Deixe um comentário!

Publicidades:
Publicidade Publicidade

Últimas Notícias

Comentário

wwww.ivanfilmagempb.com - Todos os direitos reservados.