Notícias:
latest

728x90

468x60

Militares de Minas decidem fazer greve contra 'pacote de maldades'

Policiais militares de Minas Gerais, tanto do interior como da capital, decidiram nesta segunda-feira (19), durante manifestação contra o Projeto de Lei Complementar (PLP) 257, que prevê regras para a renegociação de dívidas dos estados com a União, aderir a uma paralisação geral no Estado. De acordo com a Associação dos Militares Estaduais de Minas Gerais (Ámem), os policiais não sairão para a rua até segunda ordem.

A Ámem informou que a decisão foi tomada após uma votação com os militares presentes na manifestação. De acordo com a associação, os militares responderão normalmente a chamadas nos quartéis, mas não sairão às ruas, o que significa que ficarão aquartelados, segundo eles, até que a decisão seja revogada.


Por telefone, o chefe da Sala de Imprensa da Polícia Militar, capitão Flávio Santiago, informou que a decisão não é institucional. "O alto comando participou e apoiou a manifestação desta segunda-feira, mas a paralisação não é uma decisão institucional, é uma decisão por conta das próprias lideranças das associações", afirmou.

Portal Hoje em Dia
« Voltar
Próximo »

Nenhum comentário