Notícias:
latest

728x90

468x60

Combustíveis alcançam maior valor desde 2004; PB tem redução

Os preços médios da gasolina, etanol e diesel subiram na semana encerrada nesta sexta-feira (13) e atingiram valores recordes desde o início da série histórica medida semanalmente pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), em maio de 2004.


O preço médio do litro da gasolina no Brasil subiu pela segunda semana consecutiva e atingiu R$ 3,773 nesta sexta. Na semana, a alta foi de 0,29% e o aumento acumulado em 2017 é de 0,48%.


O diesel e do etanol também alcançaram preços recordes desde o início da medição semanal, em 2004. O valor médio do primeiro atingiu R$ 3,085 por litro no país, uma alta de 1,28% na semana. Já etanol subiu 1,75%, para R$ 2,913.


Nesta quarta-feira (11), durante a divulgação da inflação oficial no país em 2016, técnicos do IBGE disseram que a alta do combustível deve pressionar a inflação de janeiro.


Os dados da ANP mostram que o reajuste da gasolina ganhou fôlego a partir de dezembro do ano passado, quando a Petrobras aumentou o preço da gasolina nas refinarias. Apenas em sete semanas, o valor do combustível subiu 2,95%. Em todo o ano de 2016, o preço da gasolina se apreciou 3,3%, abaixo da inflação.


Para chegar ao preço médio da gasolina, a ANP consultou 5.667 postos na semana. Para registrar o preço do etanol e do diesel, a agência procurou 5.092 e 3.535 postos de combustível, respectivamente.

Reajuste nas refinarias


Desde outubro a Petrobras pratica uma nova política de definição de preços dos combustíveis, com reuniões mensais para definir os valores da gasolina e do diesel cobrados nas refinarias. Na última reunião, realizada no dia 5, a Petrobras aumentou o preço do diesel e manteve o da gasolina.



Em dezembro, a Petrobras aumentou o preço do diesel e da gasolina. Nas reuniões anteriores, em outubro e novembro, a estatal reduziu os preços.

Variação por estado


Os preços variam muito de um estado para o outro. Em 15 estados brasileiros o valor da gasolina subiu nesta semana. Em outras 11 unidades da federação o preço caiu e em uma ficou estável.


Veja o preço da gasolina por estado e sua variação semanal


Acre: R$ 4,232, alta de 0,02%
Alagoas: R$ 3,733, preço estável
Amapá: R$ 3,759, queda de 1,73%
Amazonas: R$ 3,991, queda de 0,05%
Bahia: R$ 3,725, queda de 0,75%
Ceará: R$ 3,978, queda de 0,05%
Distrito Federal: R$ 3,701, queda de 0,62%
Espírito Santo: R$ 3,772, alta de 0,86%
Goiás: R$ 3,906, alta de 0,08%
Maranhão: R$ 3,615, alta de 0,14%
Mato Grosso: R$ 3,783, alta de 0,03%
Mato Grosso do Sul: R$ 3,703, alta de 1,15%
Minas Gerais: R$ 3,847, alta de 0,52%
Pará: R$ 4,104, alta de 0,27%
Paraíba: R$ 3,589, queda de 0,66%
Paraná: R$ 3,679, queda de 0,41%
Pernambuco: R$ 3,487, queda de 1,83%
Piauí: R$ 3,658, alta de 0,44%
Rio de Janeiro: R$ 4,077, alta de 1,34%
Rio Grande do Norte: R$ 3,910, queda de 0,41%
Rio Grande do Sul: R$ 3,906, queda de 0,08%
Rondônia: R$ 4,002, alta de 0,78%
Roraima: R$ 3,888, alta de 0,10%
Santa Catarina: R$ 3,702, alta de 0,87%
São Paulo: R$ 3,630, alta de 0,69%
Sergipe: R$ 3,740, queda de 0,08%
Tocantins: R$ 3,843, alta de 0,13%

G1
« Voltar
Próximo »

Nenhum comentário