Notícias:
latest

728x90

468x60

Polícia prende bando de receptadores de cargas em Monte Alegre

Foto: Internet
Policiais civis da Paraíba, com o apoio da 1ª Delegacia de Parnamirim, prenderam ontem, no município de Monte Alegre, uma quadrilha acusada de receptação de cargas roubadas. Os seis homens, potiguares e paraibanos, estavam em um galpão onde foram apreendidos produtos de vários segmentos, avaliados pela polícia em mais de R$ 1,5 milhão. A investigação começou há cerca de seis meses pela Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas e Veículos (PB). Há dois dias, foi pedida ajuda do delegado Graciliano Lordão, de Parnamirim e uma força-tarefa se dirigiu a Monte Alegre. Homens do Grupo de Operações Especiais (PB), também participaram da operação, chamada de “Carga Pesada”. E por volta das 17h de ontem, o grupo foi localizado, no distrito de Alto da Castanha. “Quando eles chegaram ao galpão foram cercados e rendidos”, contou o delegado Lordão. Oito homens estavam no local, porém dois seriam ainda averiguados, antes do indiciamento. Os seis acusados de receptação e formação de quadrilha foram: Luiz Alves dos Santos, Luiz Antônio da Silva, Augusto de Lima Fogaça, Alan Márcio Sales, Luciano Nogueira de Araújo e Jonas Manoel da Silva. O material encontrado pelos policiais impressionou pelo tamanho. O galpão também é de grandes dimensões, com cerca de 60 metros de frente por 100 m de fundo. No interior do armazém foi encontrada uma carga de cosméticos, roubada há 15 dias em Mamanguape (PB), e avaliada em R$ 800 mil. Além disso, foram encontrados cerca de 20 mil chips da operadora Claro, fogões, máquinas de lavar, alimentos, medicamentos, um caminhão Mercedes, um Honda Civic, peças para automóveis novas e dezenas de notas fiscais. Todo o material deve ser levado para a Paraíba. A polícia suspeita que todo o restante do material – que será periciado em breve – pode ser resultado de roubos praticados no estados do Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Ceará. Até as 20h de ontem, os policiais continuavam no grande galpão, detalhando e catalogando todo o material apreendido durante a força-tarefa.

Redação: Tribuna do Norte 
« Voltar
Próximo »

Nenhum comentário