Notícias:
latest

728x90

468x60

Motoristas que tiverem veículos apreendidos pela PRF pagarão remoção e diárias de permanência

O condutor que se envolver em acidentes nas rodovias federais da Paraíba, a partir de agora, terá que pagar pela remoção do veículo e pelas diárias que o bem precisar ficar nos pátios, que não serão mais nos postos da Polícia Rodoviária Federal (PRF). A medida adotada pela PRF em todo Estado obedece a uma portaria do Ministério da Justiça, publicada em agosto de 2015, que definiu os valores a serem cobrados em cada situação, com reboques chegando a custar R$ 538,35, podendo o valor ser ainda maior se a distância for superior a 60 km.
Os veículos acidentados que estavam nos postos da PRF foram todos transferidos para pátios privados. “Seguindo o que determina a portaria, fizemos um processo licitatório, que foi concluído no final do ano passado. Agora temos uma empresa contratada que, em caso de acidente, fará a imediata remoção do veículo, agilizando a liberação da via e da equipe da PRF que, em alguns casos, chegava a ficar dias no local, vigiando o bem privado, quando era um veículo de grande porte a remoção se tornava demorada. Todos os custos da operação serão de responsabilidade do condutor do veículo”, explicou Nathália Freire, chefe de comunicação da PRF.
Segundo Nathália, a medida tem outro resultado que é reforçar o policiamento das rodovias. “A missão da PRF é cuidar da segurança nas estradas e do trânsito que acontece nelas. Sendo responsáveis pela remoção dos veículos, acabávamos usando nosso pessoal para fazer guarda desse patrimônio e, no tempo em que a equipe permanecia no local, ficava impedida de atender a outras ocorrências”, acrescentou.
Outra novidade foi a redução do prazo de 90 para 70 dias, para que o proprietário faça a retirada do veículo. Passado esse prazo, o veículo que não tiver sido retirado será levado a leilão. “Além de um prazo maior, antes havia muita burocracia para enviar os bens a leilão, que também foram retiradas. Com isso poderemos ter leilões de veículos que ainda têm condições de circulação, já que temos feito alguns pregões, mas apenas de sucatas”, disse Nathália.
Rapidez
O serviço é prestado por uma empresa contratada que, em caso de acidente, fará a imediata remoção do veículo, agilizando a liberação da via e da equipe para atender outras ocorrências.

Correio da Paraíba
« Voltar
Próximo »

Nenhum comentário