Notícias:
latest

728x90

468x60

Orla de Manaíra vira ponto de assaltos e bandidos assustam moradores e turistas, em JP

Moradores de João Pessoa têm usado redes sociais para denunciar assaltos na orla de Manaíra. Segundo os relatos, o perfil dos suspeitos é o mesmo: garotos que aparentam ser menores de idade. As vítimas ainda dizem que os criminosos costumam usar bicicletas, mas não fogem dos locais do crime – pelo contrário, continuam nas redondezas em busca de novos alvos. Comente no fim da matéria.

“Constantemente, grupos de garotos de bicicleta estão fazendo assaltos e ainda ficam transitando na calçadinha após os delitos, em busca de novas vítimas. Faço aqui o meu apelo para que a Polícia Militar intensifique as rondas naquela área. Eu mesma já fui vítima duas vezes, mas felizmente eu não tinha nenhum objeto a ser levado”, reclamou uma das vítimas.

“Verdade, já presenciei uma patota desses marginais. Eles observam e dão o bote, levando carteira, celulares, na cara de pau”, relatou outra moradora da cidade. “Realmente está um absurdo o bairro de Manaíra”, concordou outra. “É na orla da cidade toda e em todos os bairros”, destacou mais uma leitora.

Procurado pelo Portal Correio, o comandante do Distrito Integrado de Segurança Pública (Disp) em Manaíra, capitão Luiz, se negou a emitir um posicionamento a respeito das denúncias. Ele disse que “leitores devem reclamar casos diretamente à Polícia Militar” e que “não trataria do assunto com a imprensa”.

Depois disso, a redação entrou em contato com a assessoria da Polícia Militar, que divulgou nota oficial. O texto diz que o policiamento na região é “ostensivo e preventivo” e que “há viaturas em locais indicados pela estatística e em pontos estratégicos para reduzir eventuais delitos”.

“Tais procedimentos, auxiliados pelas denúncias dos cidadãos, permitiu que o primeiro semestre deste ano apresentasse redução de quase 15% em relação ao mesmo período do ano passado, considerando os crimes patrimoniais, como roubo ou furto”, alegou a Polícia Militar, com base em dados da Secretaria da Segurança e Defesa Social (Seds).

Mesmo assim, a Polícia Militar orienta que moradores e turistas reforcem a atenção ao passearem pela orla. A indicação é de que as pessoas evitem ostentar objetos de valor e caminhar por áreas mal iluminadas. Segundo a polícia, “esses fatores podem potencializar uma possível ação infratora”.

Portal Correio 
« Voltar
Próximo »