Notícias:
latest

728x90

468x60

Wesley Safadão e Solange Almeida lançam parceria: "Vai virar hino"

Às vésperas do aniversário de Solange Almeida e Wesley Safadão (dias 29 de agosto e 6 de setembro, respectivamente), quem ganha o presente são os fãs. Os cantores acabaram de lançar a música Se É Pra Gente Ficar, onde eles dividem os vocais. Nos estúdios da sede do Deezer, em São Paulo, eles contam ao R7 como surgiu essa parceria.

— Foi uma mensagem no whatsapp (risos) —, brincou o cantor.

— Foi um encontro marcado por Deus. Já existia o desejo dos fãs, eles pediam muito e com a minha saída do Aviões, isso aconteceu rapidamente e foi um encontro maravilhoso —, celebra Solange.

Safadão confessa que desde que ouviu a música pela primeira vez se animou.

— Quando o empresário dela me mandou a música, eu me apaixonei. Eu falei: 'Tem que ser agora! Vamos gravar'. Por mim, a gente já tinha lançado na semana da gravação, mas a Sol tinha e ainda tem músicas do novo DVD dela pra trabalhar. Mas eu tenho que admitir que dei uma pressãozinha nela, sabe? Vamos lançar logo! (risos).

Se É Pra Gente Ficar tem uma pegada mais romântica e, para o cantor, o público vai se identificar muito com o novo trabalho.

— É uma música muito bacana, tem uma melodia muito boa, a letra... e quando a música vem com um refrão forte, o resto é consequência. Se o resto for bom, aí é que é boa mesmo. E eu acredito que essa música vai marcar, vai ter o auge dela. E a gente vai trabalhar pra isso, nossa intenção é essa. Mas daqui há cinco, dez anos, que a Sol ou que eu cante ela, a galera vai lembrar. É uma música linda, vai virar hino.

Além da canção, eles também lançaram o clipe no YouTube. Solange deu detalhes da gravação divertida.

— Não gastamos nem 25 minutos pra gravar, sério. Eu acho que o importante para o trabalho dar certo é a química ser perfeita e a química foi perfeita, a entrega foi maravilhosa. Ele faz shows todos os dias, tem mil compromissos, além de cantor, é pai, marido, filho, é mil e um... então, a entrega dele foi muito importante, não tem como dar errado.

Valorização do forró

Sucesso em todo Brasil e se destacando cada vez mais também no exterior, Sol comenta sobre o crescimento do forró e dos ritmos musicais mais populares no país.


— Acho que a cada dia que passa, a gente quebra mais paradigmas e é como digo, a música é universal. Acho que esse é meu desejo, de Wesley e de todos os forrozeiros: que as pessoas comecem a enxergar o forró como uma música universal, que pode chegar em qualquer lugar, estado, para qualquer classe social, independentemente de idade ou de qualquer coisa. Acho que a gente tem conseguido isso e a maior prova disso são as parcerias que são feitas, de como a gente se permite fazer as coisas da melhor forma possível.

Safadão, por sua vez, relembra o começo da carreira, as barreiras quebradas e as oportunidades que surgiram. O cantor celebra ter chegado onde chegou.

— Eu sei que em alguns momentos rolou preconceito, mas eu tinha meu foco e graças a Deus fui bem recebido em todos os estados, cada dia em lugares novos, fora do Brasil também... está tudo maravilhoso. Abriram as portas, deram brecha, chegamos! E vamos ficar.

Sem rixas, nem brigas

Safadão e Sol aproveitaram a ocasião para desmentir boatos de uma suposta rixa entre eles. A parceria, inclusive, só fortaleceu ainda mais essa amizade, de acordo com Sol.

— As pessoas inventam muito. Nós nunca fomos amigos no passado, tínhamos contato, mas acho que devido as nossas agendas muito cheias, e também porque foi ele que assumiu a banda na época, com a saída do outro cantor, as pessoas sempre colocavam esse lance que existia uma briga, uma desavença. A maior prova que isso nunca existiu é essa parceria. Ou ele seria falso demais, ou eu. Seria muita hipocrisia. Eu sou muito coração, nós somos do mesmo signo, virgem, então a gente é muito parecido nesse contexto. Da mesma forma que eu não sei fingir, ele também não sabe. Esse encontro aconteceu porque nós quisemos que acontecesse e da melhor forma possível.

A parceria deu tão certo, que Safadão não descarta lançar outros trabalhos junto com a cantora. Por que não, um disco completo, por exemplo?

— Menina, tu tá dando ideia, hein? Acho que tudo de parceria é bem-vindo, acho que é nossa primeira parceria, tem outros desejos de Sol, outros meus, alguns projetos... mas acho que parceria sempre é bom, não sei se um CD, não sei como isso funcionaria, você que jogou a ideia... mas eu gostei desse papo, vamos conversar!



Com: R7
« Voltar
Próximo »

Nenhum comentário