Notícias:
latest

728x90

468x60

Operação da polícia apreende 300kg de drogas e prende 11 pessoas em JP

A Polícia Civil da Paraíba, por meio de um trabalho investigativo da equipe da Delegacia de Crimes contra o Patrimônio (DCCPAT), da Capital, deflagrou, no último fim de semana, a Operação Resplendor, com foco no combate aos crimes de roubo, furto e receptação. A ação desarticulou uma organização criminosa voltada para prática de diversos crimes, dentre eles, tráfico de drogas, roubos e homicídios em alguns bairros de João Pessoa. Foram apreendidas armas de fogo, munições, drogas e veículos com restrição de roubo e furto.

A operação exitosa, coordenada pelos delegados Aldrovilli Grisi e Diego Garcia, resultou na prisão de 11 pessoas, apontadas como suspeitas de integrar a organização estabelecida nas comunidades Beira Molhada e Trindade, localizadas nos bairros das Indústrias e Jardim Veneza; e, ainda, na apreensão de 300 kg de drogas, maconha, crack e cocaína, apreensão de 20 motocicletas, cinco armas de fogo e dois veículos, tipo camionetas que foram recuperados.

De acordo com as autoridades policiais, as investigações foram iniciadas há algumas semanas, logo após informações repassadas pelo telefone 197, do Disque Denúncia da Secretaria de Segurança e Defesa Social do Estado, referendando a prática dos criminosos naquelas localidades. Empenhada em combater os crimes e desarticular a quadrilha, a Polícia estabeleceu um trabalho inteligente, localizando e prendendo os envolvidos do grupo criminoso. Alguns foram presos em flagrante, outros tiveram cumprimento de mandados de prisão expedidos pelo Poder Judiciário.

Os presos foram apresentados à imprensa, durante coletiva, realizada na manhã desta segunda-feira (18), na Central de Polícia, no bairro do Geisel, em João Pessoa. Eles foram autuados em flagrante e devem responder pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas, roubo, receptação e outros. Todos estão recolhidos na carceragem da Central de Polícia, aguardando audiência de custódia, ficando à disposição da Justiça.

Com: WSCOM
« Voltar
Próximo »

Nenhum comentário