Notícias:
latest

728x90

468x60

Mais de 120 mil estudantes da PB são avaliados na Prova Brasil

Mais de 120 mil estudantes paraibanos são avaliados na Prova Brasil, aplicada pela Secretaria de Estado da Educação (SEE), em parceria com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)/Ministério da Educação e Cultura (MEC). A aplicação da Prova Brasil iniciou, nesta segunda-feira (23), nas 14 Gerências Regionais de Educação do Estado. Participam da Prova Brasil, que avalia as disciplinas de Matemática e Português, os estudantes do 5º e 9º anos do Ensino Fundamental e os estudantes da 3ª série do Ensino Médio.

Ao todo, foram montados na Paraíba 57 polos de apoio à aplicação da Prova Brasil, com a participação de 900 aplicadores, capacitados por esses polos. Estudantes dos cursos técnicos também terão suas habilidades avaliadas. Participam do exame os alunos das redes estadual, municipal e privada. A Prova Brasil será aplicada até o dia 3 de novembro.

São, no total, 1.893 escolas que participam da Prova Brasil. Este ano, a grande novidade é que o resultado dos estudantes do Ensino Médio – 3ª série – será conhecido. Antes, eles só participavam de forma censitária.

Importância da Prova

A Prova Brasil é um dos indicadores mais importantes do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), que formará o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). A média obtida pelos alunos é o resultado das notas tiradas nas disciplinas de Português e Matemática e de fatores como frequência em sala de aula (ProficiênciaXFluxo).

Segundo a gerente executiva da Educação Infantil e Ensino Fundamental, Marta Medeiros, a importância da Prova Brasil está no fato de avaliar os fatores globais da escola. “É um importante indicador de como deveremos elaborar as políticas públicas para melhorar ainda mais a educação brasileira”, disse.

Saeb

O Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) tem como principal objetivo avaliar a Educação Básica brasileira e contribuir para a melhoria de sua qualidade e para a universalização do acesso à escola, oferecendo subsídios concretos para a formulação, reformulação e o monitoramento das políticas públicas voltadas para a Educação Básica. Além disso, procura também oferecer dados e indicadores que possibilitem maior compreensão dos fatores que influenciam o desempenho dos alunos nas áreas e anos avaliados.

Portal Correio 
« Voltar
Próximo »

Nenhum comentário