Ferramentas e serviços ajudam na proteção contra roubo de motos

A quantidade de motos roubadas em João Pessoa, durante o ano de 2017, alcançou as 807 ocorrências registradas, conforme dados do Anuário de Segurança, divulgado no dia 9 de janeiro, Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Sesds). Em comparação com 2016, quando foram registrados 864 roubos a motos na Capital, os dados mostram redução de 6,6% no número de ocorrências. Mesmo com a redução, o número de motociclistas que buscam por seguros ou equipamentos de rastreamento dos veículos cresceu.

Além da Capital, Campina Grande também registrou queda no roubo de motos entre 2017, com 456 ocorrências registradas, e 2016, quando foram registradas 535 ocorrências, totalizando uma redução de 15%.

Segundo Souza Neto, gerente da sucursal da seguradora Porto Seguro na Paraíba, a empresa vem notando um aumento na busca por seguro de motos. O serviço é oferecido para veículos a partir das 90 cilindradas e fornece coberturas para batidas, incêndio, roubos e furtos.

“O seguro de motos é bem similar ao de carros. A cobertura é compreensiva contra colisão, incêndio, roubo e furto. Também existem coberturas adicionais para acessórios como capacete, botas, luvas e jaqueta e damos assistência 24 horas caso ocorram quedas e pane-seca, além de guincho sem limite de quilometragem e troca de pneus”, afirmou o gerente.

Com relação aos custos para contratação do seguro, o gerente afirmou que o valor depende de diversos fatores, como o perfil do motociclista, como informações sobre sexo e idade do cliente; as cláusulas de cobertura do contrato; o percurso feito pelo motociclista diariamente; e a periculosidade da região.

“Para o período em que o segurado estiver sem a moto existem cláusulas de substituição do veículo, em período que varia entre sete e 30 dias. Existe incidência maior de roubo de motos do que de carros, então além da proteção para o bem o seguro é um investimento”, concluiu Souza Neto.

Rastreador é opção mais barata

Outra opção para quem quer se proteger de roubos ou furtos é a instalação de rastreadores nas motos. O equipamento monitora, via internet, o percurso feito pelo veículo diariamente, além de possibilitar o bloqueio total da moto.

De acordo com Thiago Paiva, da empresa Auto Position, que oferece a instalação de bloqueadores para motos, carros e caminhões, o equipamento pode ser instalado na casa do próprio cliente, ao custo que varia entre R$ 45 e R$ 150.

“Através de nosso aplicativo no sistema web, que verifica os locais onde o veículo trafegou, monitoramos quantos quilômetros o veículo percorreu, quanto tempo ficou parado em cada local. Além disso, em caso de roubo, o cliente pode fazer o bloqueio do veículo, que é desligado na hora por nossa central que funciona 24 horas. O nosso serviço tem crescido muito, já que o pessoal vem tentando se proteger cada vez mais”, disse Thiago Paiva.

Atualmente, o serviço de rastreamento possui 3.850 veículos cadastrados para rastreamento, sendo 1.823 clientes cadastrados. O equipamento também oferece um ‘botão de pânico’, que é acionado pelo cliente caso ele suspeite que esta sendo seguido por bandidos.

Em caso de roubo, o cliente pode monitorar onde o veiculo se encontra e, após acionar a polícia, ter o bem encontrado e recuperado.

Orientações da polícia

Segundo a Polícia Militar, a corporação promove constantes ações de prevenção e combate a crimes patrimoniais contra motociclistas através das operações ‘Nômade’ e ‘Impacto’, com abordagens, blitzen e incursões a partir de dados do Núcleo de Análises Criminais e Estatísticas.

Conforme a polícia, os motociclistas devem minimizar os riscos de assalto tomando atitudes preventivas como: observar o local de estacionamento do veículo; ter atenção ao desembarcar e no retorno ao veículo; se notar que está sendo seguido ou observar alguma atitude suspeita, ligar para o 190.

Em caso de roubo ou furto da motocicleta, a orientação da Seds é de que a vítima vá até a Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC), ou uma delegacia mais próxima caso o crime tenha ocorrido no interior do estado, e registre o caso para que seja realizada a restrição do veículo em sistema nacional.


Portal Correio 

Nenhum comentário

Facebook Comments APPID

Publicidade: Vidraçaria Aluvidros

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Redes