Padre Nilson emite nota e esclarece ‘Guerra de Batinas’ na imprensa

O Padre Nilson esclareceu nesse domingo (06) um suposto mal estar com o padre Fabrício. De acordo com o radialista Abrantes Júnior o padre Nilson teria boicotado a transmissão da Missa do Padre Fabrício. O radialista foi mais longe e destacou que os motivos que teria levado o padre Nilson que é ministra a Missa da Luz na capital teria sido pura inveja.

Leia mais aqui.

Em nota oficial o pároco explicou que não nutre nenhuma animosidade contra o padre Fabrício. Confira a nota:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O meu dever de sacerdote, e de cidadão, me obrigam vir a público para reestabelecer a verdade acerca da matéria veiculada em alguns sites, na tarde desta quinta-feira, 03 de maio.

Não é verdade que eu tenha, de qualquer modo, impedido, ou, sequer, solicitado a direção da Tv Arapuan a não veiculação da Santa Missa celebrada pelo meu irmão no sacerdócio, o Padre Fabrício, de São Mamede PB.

A missão que nos une, em torno da mesma fé, lastreados pela mesma liturgia, e confessos do mesmo credo, jamais me moveriam a, de qualquer modo, impedir ou embaraçar o trabalho de qualquer irmão sacerdote, que assim como eu possui uma única missão: evangelizar.

Ao contrário do que a reportagem denotou, no sentido de que eu tensionei para impedir que o irmão sacerdote ocupasse espaço de mídia televisiva para evangelizar, esclareço que sempre busquei, e trabalhei, para que a comunidade católica ocupasse o máximo de espaço midiático possível, tendo como finalidade anunciar a boa nova de Jesus. Inclusive este sempre foi o desejo de um Papa, que hoje é chamado de São João Paulo II.

Registro, ainda, com os fins de que fico muito claro, que eu não nutro alguma forma de animosidade com o Padre Fabrício.

Eu estive com o irmão sacerdote no sistema Arapuan, ao lado seu Presidente, João Gregório, oportunidade que, inclusive, o convidei a participar do Programa Momento de Luz, com os fins de que, justamente, ele pudesse falar sobre seu trabalho evangelizador no sertão paraibano. Tal fato está retratado em minhas redes sociais, oportunidade que externei minha alegria e satisfação de estar com irmão sacerdote, falando sobre seu trabalho evangelizador.

Não impedir, e sequer passou por minha mente tentar dificultar que qualquer irmão sacerdote ocupe espaços midiáticos na sublime missão de evangelizar, ao contrário, meu desejo é que todos tenham a mesma oportunidade que eu tenho, pois na missão de evangelizar não existe reserva de mercado, considerando que a única coisa que anunciamos é o desejo de Jesus pela salvação, que é para todos, sem nenhuma espécie de reservas.

Não posso deixar de consignar que possuo uma harmoniosa relação com o Presidente do Sistema Arapuan, João Gregório, e seu Diretor Executivo, Fabiano Gomes, contudo não me sinto investido do direito de exigir da empresa restrições na grade de programas da emissora, o que, aliás, nunca seria admitido por seus dirigentes.

A Luz de Jesus deve ser anunciada por todos, principalmente por aqueles que aceitaram o chamado da vocação sacerdotal, assim como eu.

O Padre Fabrício tem meu mais profundo respeito e admiração pelo seu trabalho evangelizador, e torno público a ele, e a todos, que eu nunca tentei ou, mesmo, desejei criar embaraços para sua missão, que também é minha.

Seja Luz, sempre.
Fraternalmente,
Padre Nilson Nunes

Fonte: Polêmica Paraíba

Nenhum comentário

Facebook Comments APPID

Publicidade: Vidraçaria Aluvidros

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Redes