Brasil e Suíça ficam no 1 x 1 na estreia das duas seleções no Mundial da Rússia

A estreia da Seleção Brasileira na Copa do Mundo da Rússia não foi aquela sonhada pela torcida ou mesmo pelo técnico Tite. Na Arena Rostov, o time ficou apenas no empate em 1 x 1 com a Suíça. Era o confronto das duas equipes mais bem colocadas no ranking da Fifa: Brasil em segundo e os suíços em sexto. Como a Sérvia havia vencido a Costa Rica mais cedo, neste domingo (17/6), agora é líder do Grupo E, enquanto Brasil e Suíço estão empatados em segundo.

A grande expectativa de jogadores, comissão técnica e, é claro, torcida vinha de quatro anos atrás. No Mundial realizado no Brasil, a Seleção dirigida por Luiz Felipe Scolari entrou em todos os jogos bastante sensibilizada e nervosa. E conseguiu passar, com certa dificuldade, até a semifinal. Foi quando veio o fatídico 7 x 1 diante da Alemanha — e para quem não lembra, a derrota por 3 x 0 para a Holanda na decisão do terceiro lugar.

O nervosismo entrou em campo. E isso fez com que a Suíça chegasse primeiro, logo aos 3 minutos, mas a defesa brasileira afastou. Com o tempo, a ansiedade da estreia passou aos poucos, e a Seleção Brasileira se soltou. Aos 11, o time chegou bem pela esquerda e Paulinho, dentro da área, atirou para fora. Com marcação alta e forte, a equipe de Tite começou a domar os suíços, que tocavam bola sem efetividade. Bem diferente dos brasileiros, que cada vez mais se sentiam à vontade.

Até que, aos 20 minutos, em jogada construída no ataque, a bola sobrou para Philippe Coutinho. O craque do Barcelona, então, fez o que sabe: cortou para a direita e chutou de longe. A bola ainda bateu na trave antes de entrar. Um golaço para abrir o placar e colocar o Brasil na frente. E a senha para o jogo esfriar. Da mesma forma que o time europeu não conseguia passar pela marcação sul-americana, os brasileiros também tinham dificuldade para concluir as jogadas de ataque.


Segundo tempo
O etapa final começou da pior maneira possível para o Brasil. Logo aos 5 minutos, em cobrança de escanteio, Zuber empatou a partida, sozinho na pequena área. Na jogada, Casemiro subiu sem achar a bola, Alisson não saiu do gol e Miranda, na frente do jogador suíço, nem esboçou um salto para tentar desviar a bola.

O jogo voltou a ficar morno, com diversos passes errados de ambos os lados e nada de finalização. E o pior: o Brasil se mostrava nervoso. Tite, então, mexeu no meio de campo para tentar melhorar a posse de bola e a chegada do time. Sacou Casemiro e Paulinho e colocou Fernandinho e Renato Augusto, respectivamente. O time até cresceu um pouco de rendimento, mas nada que resolvesse o problema.

E como última alternativa para chacoalhar a equipe brasileira, o treinador resolveu substituir o inoperante Gabriel Jesus por Roberto Firmino. O atacante do Liverpool, pelo menos, se movimentou mais do que o jogador do Manchester City, fez mais tabelas com Neymar e levou mais perigo ao gol de Sommer, mas o empate persistiu.


FICHA TÉCNICA
BRASIL
Alisson; Danilo, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro (Fernandinho), Paulinho (Renato Augusto), Philippe Coutinho, Willian e Neymar; Gabriel Jesus (Firmino)
Técnico: Tite

SUÍÇA
Sommer; Lichtsteiner (Lang), Schär, Akanji e Rodriguez; Xhaka, Behrami (Zakaria), Dzemaili, Shaqiri e Zuber; Seferovic (Embolo)
Técnico: Vladimir Petkovic

Gols: Philippe Coutinho, aos 20 minutos do primeiro tempo. Zuber, aos 5 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Lichtsteiner, Schär e Behrami (Suíça); Casemiro (Brasil)

Super Sportes

Nenhum comentário

Facebook Comments APPID

Contato P/ Shows (83) 9.9911-3863 Lia Morenno

Contato P/ Shows (83) 9.9911-3863 Pinto do Forró

Publicidade: Vidraçaria Aluvidros

Redes