ARARUNA

Araruna renova permanência no Novo Mapa Turístico da Paraíba

A Secretaria de Turismo da Paraíba concluiu o novo Mapa Turístico, com 68 municípios. A ferramenta de mapeamento dos municípios, enviada ao Ministério do Turismo, permite direcionamento mais eficaz das políticas do setor. A cidade de Araruna continua inserida no Mapa do Turismo Brasileiro 2019, ferramenta importante para o setor. A conquista é resultado do trabalho da administração do prefeito Vital Costa, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo.

Para o prefeito de Araruna, Vital Costa, as potencialidades turísticas do município de Araruna estão sendo valorizadas. Por empenho da Secretaria Municipal de Turismo, a cidade segue fazendo parte do Mapa Turístico do Brasil. O município segue cada vez mais buscando o desenvolvimento e um Turismo que proporcionará progressivamente bons frutos na economia local.

“São 68 municípios que resolveram integrar o mapa. Porque não é somente a gente, é o Estado, os municípios e o governo federal. Para atualizar o mapa, o Ministério estabeleceu novos critérios, por exemplo, o municípios teria que ter recursos destinados para o Turismo, uma secretaria de turismo, um conselho de turismo, então não fomos nós que excluímos, os municípios que não preencheram os critérios do Ministério, ficou de fora”, explicou Ivan Buriry, secretário executivo do Turismo da Paraíba. O mapa foi oficializado junto ao Ministério do Turismo. Para integrarem o mapa, os municípios precisavam atender aos requisitos do Ministério do Turismo e o Estado fez a ponte para inseri-los no mapa. “Nós acabamos de concluir esse mapa, e a partir desse mapa nós vamos começar a desenvolver essas estratégias visando consolidar produtos dentro dessas temáticas da aventura, da história, temos a rota histórica, nós temos aqui desde as Várzeas do Paraíba até a Fazenda Acauã lá em Sousa, toda uma história de ocupação, de colonização, a Coluna Prestes passou aqui, Lampião passou por aqui, falta lincar”, explicou Ivan Burity.
A elaboração do mapa do turismo é a primeira etapa, disse o secretário, e a segunda etapa será o desenvolvimento de projetos para desenvolver os produtos turísticos. “Estamos trabalhando na sistematização disso aí, para a gente ter um produto Paraíba voltado para os paraibanos”, disse o secretário executivo do Turismo. Segundo ele, a estratégia de divulgar a Paraíba deverá ser ancorada nas redes sociais.

“A gente quer convidar os paraibanos, no nosso povo para conhecer o nosso Estado. Você chega em Boqueirão e tem as crocheteiras de Marinho, um lugar belíssimo, em cima de um lajedo, que tem um artesanato fortíssimo, uma culinária, então se a gente agrega isso a um outro roteiro, que tenha hospedagem, que faça um circuito integrado com esse atrativo, a gente passa a ter um produto”, contou.

Na região do Curimataú, além de Araruna, as cidades de Cuité e Baraúna pertenciam ao mapa turístico do estado, agora com a oficialização do mais novo mapa divulgado pela Secretaria de Turismo da Paraíba, as cidades de Cuité e Baraúna deixam de fazer parte do mapa e a cidade de Picuí foi inserida nas novas rotas turísticas do Estado paraibano.

Entre as ações de proteção ao turismo, o Governo do Estado pretende organizar a APA do Cariri, que está sem conselho gestor e não tem plano de manejo ainda. Já o Parque da Pedra da Boca já tem o conselho gestor implantado.

O mapa – O Mapa do Turismo Brasileiro é um instrumento de orientação para a atuação do Ministério do Turismo no desenvolvimento de políticas públicas, tendo como foco a gestão, estruturação e promoção do turismo, de forma regionalizada e descentralizada. Sua construção é feita em conjunto com os órgãos oficiais de Turismo dos estados brasileiros.

A atualização periódica do Mapa faz parte de uma estratégia do Plano Brasil + Turismo, para fortalecer o setor de viagens no país. A partir de 2017 o Mapa passou a ser atualizado a cada dois anos. Sua construção é feita em conjunto com os interlocutores estaduais que representam o MTUR e órgãos oficiais de Turismo dos estados brasileiros e instâncias de governança regional.

Redação/Jocimar Dias

Nenhum comentário

Facebook Comments APPID

Publicidade: Vidraçaria Aluvidros

Redes