O radialista paraibano Gláucio Lima morreu aos 55 anos por complicações da Covid-19, na tarde deste sábado (19), em Santa Rita, na Paraíba. Ele estava internado no Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Glaúcio era repórter setorista do Botafogo-PB e trabalhava há mais de 20 anos na Rádio Tabajara.

O Governo da Paraíba lançou uma nota de pesar, lamentando a morte do radialista: "Apaixonado pelo que fazia e entusiasta do futebol paraibano, o “Olho Vivo”, como era conhecido Glaucio Lima, era uma referência da crônica esportiva na Paraíba e muito conceituado na imprensa local."

Nas redes sociais, o Belo lamentou a morte e prestou solidariedade aos parentes e amigos de Gláucio. "A morte precoce do radialista, de 55 anos, vítima da Covid-19, deixa nossa torcida órfã e todos que fazer o clube enlutados".

O último jogo que Gláucio trabalhou foi em 23 de novembro, menos de um mês atrás. Ele esteve no Estádio Almeidão naquele dia para cobrir Botafogo-PB x Remo pela Série C do Campeonato Brasileiro de 2020.

G1-PB