Homem que viralizou na internet por andar mais de 25 km para entregar currículos consegue trabalho em Natal: 'realizando sonho'

 

Quando saía de casa em São Gonçalo do Amarante, na região metropolitana de Natal, percorrendo mais de 25 km por dia para entregar currículos, Wladmir Rodrigues, de 57 anos, só desejava um emprego que lhe desse um salário digno. Foram 11 meses nessa rotina. Graças ao esforço e um encontro casual, a história dele ganhou a internet e o sonho se realizou.

Na próxima segunda-feira (22), Wladimir começa a trabalhar como porteiro em uma escola da rede municipal de ensino na capital.

A minha família ficou muito feliz. A gente chorou, a gente se abraçou e agradeceu a Deus em primeiro lugar. Muito feliz por estar realizando esse o sonho de trabalhar

— Wladmir Rodrigues

A história dele ficou conhecida depois que a psicóloga Ranaruza Costa o encontrou em uma passarela na BR-101, em Natal, conheceu sua história e divulgou o currículo do desempregado nas redes sociais. A postagem ganhou repercussão e milhares de compartilhamentos e junto com eles, vieram as propostas de emprego.

“Minha vida mudou muito e eu agradeço a todos que torceram por mim. Foram mais de 300 entrevistas. De todos os lugares do país eu recebi propostas. Ontem mesmo, uma menina de Limeira, São Paulo, ligou pra mim. Ela me dava uma casa, um cargo em uma fábrica e um salário que era o triplo daqui. Só que não optei por isso. Aqui eu estou perto da minha família, né?”, justificou.

Ele vai trabalhar como porteiro contratado por uma empresa terceirizada que presta serviço a secretaria de educação de Natal. O trabalho não é novidade para ele que já atuou durante 15 anos nessa profissão.

Na manhã desta sexta-feira (19), Wladmir foi buscar a farda que vai usar nos próximos dias. E as longas caminhadas que fizeram a história dele ganhar repercussão no país inteiro, ficaram no passado. A escola onde vai trabalhar fica perto de casa, a uns 15 minutos de ônibus, segundo ele. “Graças a Deus eu não vou mais precisar andar 25 km. Eu vou ter vale-transporte”, comemora.

Agora empregado e com carteira assinada, o próximo sonho a ser realizado é o de ter uma casa própria. “Eu estou no aluguel há mais de 18 anos. Esse é o maior sonho que eu tenho na minha vida, é de ter uma casa própria. Eu fico emocionado, choro. Sei que é difícil eu, com 57 anos, conseguir essa casa. Mas eu tenho fé em Deus”, afirma Wladmir Rodrigues.

G1-RN

Postar um comentário

0 Comentários

Facebook Comments APPID